Gestão financeira no varejo – O que não fazer

Percebemos que a gestão financeira está entre um dos maiores desafios do varejo. Por isso, hoje a nossa proposta é escrever um pouco sobre como melhorar o controle financeiro de uma organização, com atividades mais assertivas onde muito pode ser realizado.

Como para grande parte das empresas de varejo, o estoque representa a metade do total dos ativos, se não houver um controle eficaz do estoque a gestão financeira terá deficiências. Ou seja, quando você não possui um controle exato dos produtos que estão em estoque, dos que faltam, dos produtos que possuem maior saída e os que são menos procurados, você dificulta a elaboração de um planejamento de ações para melhorias dos números.

É fundamental, no caso de produtos de alto giro, a garantia que o estoque esteja abastecido regularmente de tais itens, no menor espaço de tempo para evitar excessos. Se isso não acontecer, a empresa pode deixar de comercializar estes produtos e ao mesmo tempo, estocar outros itens que não tenham tanta demanda.

Outra observação muito importante é quando se possui produtos com validade estocados. Se você tiver um bom gerenciamento de seus itens, contando com um giro correto de estoque, este problema torna-se nulo, pois você consegue ter uma renovação de estoque antes do vencimento de suas mercadorias.

Caso a sua empresa conte com compradores, tenha-os como aliados. Crie métricas e se possível, faça com que o ganho variável dele equivalha ao retorno da linha de produtos que ele é responsável, otimizando assim, as compras de produtos para o que realmente se vende.

Para haver a organização da gestão financeira, é imprescindível que diariamente todas as operações sejam registradas, permitindo o controle total da situação. Assim, é possível, sempre que consultado, analisar o giro real do estoque, o que está faltando, produtos que possuem melhor margem, entre outros. O registro das operações, também te permite perceber como a empresa está se desenvolvendo num determinado período de tempo. Além de outros fatores, essa visão possibilita antecipar ações de prevenção com antecedência, ao saber como será a real situação daqui a um curto tempo com bastante precisão, evitando algumas surpresas no caminho.

Devemos também, possuir muita atenção com as movimentações financeiras da empresa. É de suma importância que haja um controle no fluxo de caixa. Os números da empresa auxiliam a definir algumas ações estratégicas que visam o crescimento, sempre. Vamos supor, o responsável conhecendo os fornecedores mais relevantes, consegue negociar de maneira mais assertiva, pois de nada adianta conseguir um bom desconto com algum fornecedor que não represente grande demanda para o negócio. Ao saber quem realmente são as empresas e o que elas representam, em termos de números, para o seu negócio, você consegue negociar e obter melhores resultados.

Saiba quanto custa cada produto para evitar dificuldades em suas precificações. Estabeleça um formato de valores para eles, evitando prejuízos quando serão comercializados. É essencial conhecer cada processo do dia a dia que o produto demanda para ser entregue corretamente, como também, o custo destes processos. Caso contrário, a empresa corre um grande risco de estar perdendo dinheiro.

A atenção é primordial quando o assunto é evitar prejuízos na gestão financeira de seu negócio. Crie uma rotina eficaz que seja realizada diariamente, tenha o controle total das finanças da empresa. Conte com a Insoft para que isso aconteça de forma simples e muito eficaz.

Entre em contato conosco e saiba mais sobre como podemos te auxiliar!