ERP para Pequenas Empresas

Separamos algumas dicas de como escolher o ERP correto para Pequenas Empresas, pois possuir uma gestão organizada e funcional, independe do tamanho, segmento, número de colaboradores, capital, etc.

Iniciar com o "pé direito" e desde o começo obter boas práticas na gestão é primordial para definir o futuro do negócio.

Um ERP que atenda todas as necessidades da empresa, por mais peculiares que sejam, auxilia em todo o processo organizacional, pois é um software que integra todos os setores disponibilizando, em tempo real, as informações necessárias no dia a dia da instituição.

O software é tão importante nos pequenos negócios quanto nos grandes, poderíamos citar inúmeros benefícios, mas ressaltamos agora a realidade de nosso país, quanto as obrigações fiscais de um negócio, o espaço da administração com base em cálculos manuais e planilhas tradicionais está cada vez menor e menos usável. Enfim, para se escolher a melhor solução que vai facilitar a vida do empreendedor que possui como rotina o controle do financeiro, manutenção da carta de clientes, produzir o melhor produto ou proporcionar o melhor serviço, controlar estoque, entre outros, segue algumas dicas:

 

1. Defina as necessidades do seu negócio!

Primeiro passo a ser elaborado para escolher o seu ERP.

Quais as necessidades reais da sua empresa?

Filtre as funcionalidades indispensáveis para um software de gestão no seu negócio. Imagine todos os setores da sua empresa, depois defina as necessidades de cada um para que sejam eficientes. Separe setor por setor e trace o funcionamento de cada um, detalhe todos os passos. Tenha foco no que é fundamental! Não invista em um ERP com infinitas funcionalidades se não serão utilizadas na rotina da sua empresa, ao mesmo tempo, de nada adianta um ERP enxuto, que não ofereça tecnologia suficiente para suportar o crescimento da instituição.

 

2. Aposte na automatização e integração dos processos.

Mesmo que nas pequenas empresas o fluxo de algumas informações são menores, quando comparadas às grandes organizações, deixe de lado o controle manual, assim estará eliminando prejuízos num futuro próximo.

Vale a reflexão de que errar é humano, não é difícil deixarmos algum dado incorreto passar despercebido ou esquecermos de anotar algo.

Então, na hora de avaliar um sistema ERP, opte pelo recurso de integração das operações, como compras, estoques, finanças, comercial, vendas, etc.

A empresa busca uma solução que permita encontrar e analisar dados com eficiência, que otimize o tempo em todos os setores.

 

3. Busque referências sobre a empresa e o seu suporte.

Existem softwares que possibilitam o acesso somente via computador, mas o quanto isso é viável ao seu negócio?

Por conta da dinâmica dos processos de produção, vendas, na maioria dos casos não há como ter que parar de executar a atividade, ir até a frente de um computador para consultar os dados necessários. Pense em tudo o que você pode precisar e garanta que a empresa pode te oferecer isso. Busque referências, tais como, tradição no mercado, se a empresa possui um suporte para lhe atender quando precisar, afinal o seu negócio não pode parar! A Insoft está no mercado há quase 25 anos e contamos com ERP personalizado, capaz de atender as necessidades de seu negócio, agilizando todos os processos e facilitando o dia a dia institucional.

Entre em contato conosco!