A importância do Orçamento Empresarial

Num breve resumo, o orçamento empresarial é um documento que conterá informações relevantes e fundamentais para o funcionamento de um negócio. Nele estão incluídas todas as despesas e receitas da empresa, considerando sempre um determinado período. Geralmente, o comum é considerar um ano. Entende-se então a importância deste documento. Este orçamento não pode se basear única e exclusivamente em ocorrências passadas que, neste caso, seriam apenas comparáveis umas com as outras, não é aconselhável criar uma estratégia apenas com base nessa comparação. O orçamento empresarial precisa considerar também, análises mais profundas da própria situação da instituição. Deve-se levar em consideração as perspectivas relacionadas ao mercado, as pretensões da empresa e seus respectivos objetivos e, só então, seu entendimento e função real serão observados e aproveitados. Para saber como fazer orçamento empresarial que atenda exatamente ao que se destina, ele tem que ser muito bem elaborado, precisa estar claro e completo, para que as informações ali contidas transmitam confiança e que se sustentem em informações reais.

Há diversos métodos para a emissão de orçamentos, uns mais populares e comuns, geralmente em arquivos do Excel, planilhas, etc., e outros que são bem mais elaborados e assertivos, feitos a partir de sistemas que condensam com maior exatidão todas as informações, entregando resultados mais confiáveis e precisos.

Alguns passos simples para se construir um orçamento empresarial, considerando a periodicidade mensal: registrar todas as entradas; vendas, empréstimos, investimentos, negociação de bens, entre outros, tudo deve ser devidamente relacionado como fonte de renda; registrar tudo o que sai e todos os custos fixos, tais como conta de telefone, internet, taxas, salários, entre outros; registrar todos os custos variáveis, que são aqueles como água, luz, insumos, transporte, publicidade, etc.

No orçamento também deve-se reservar um registro/valor referente ao futuro, ou seja, àquelas despesas inesperadas como a troca de um equipamento, por exemplo, por outro mais sofisticado ou a reforma de um encanamento, sala de escritório, móveis para um novo ambiente recém-inaugurado, etc. 

Depois de todos os dados levantados, onde colocar todas as informações? Pois não é um simples fato de colocá-las numa planilha, elas precisam estar interligadas, organizadas para que possam apresentar resultados visíveis do orçamento. Entendemos que ainda é muito comum que a maioria das pessoas recorram logo às planilhas Excel. No entanto, existem outras ferramentas muito mais precisas, com recursos fundamentais que irão poupar esforços e trarão resultados mais confiáveis, organizados e com mais recursos, que são os softwares de gestão financeira.

Toda e qualquer decisão de uma empresa, seja ela de pequeno, médio ou grande porte, precisa estar embasada em seu planejamento financeiro. É este planejamento que irá indicar se ela pode investir, aumentar a produção, contratar mais funcionários ou mesmo reduzir custos. Para compreender mais ou menos como isto funciona, pode-se comparar com um orçamento pessoal: quanto você ganha mensalmente e quanto gasta? Será que pode neste ano trocar de carro? Será que dá para trocar os móveis da sala?

Ou será que terá que vender seu carro para cobrir despesas inesperadas, por exemplo? Em uma empresa, o pensamento é praticamente o mesmo, só que bem mais complexo. Para que os gestores de um negócio possam tomar decisões, analisar se estão indo bem ou não, se podem investir ou terão que reduzir custos, eles precisam fundamentalmente de um orçamento empresarial. Desta forma é possível perceber a importância de um relatório de orçamento completo, que exprima exatamente o que está acontecendo na empresa, relacionado às finanças. Um dado faltante, incorreto, impreciso, pode levar a conclusões erradas, tomadas de decisões precipitadas e o resultado, para uma empresa, pode até ser fatal. A questão é, saber exatamente o quanto a organização tem de despesas hoje e o quanto precisa negociar/vender para não fechar este mês no vermelho. E também ter a certeza de que a resposta para tal questão é confiável e retrata exatamente a prospecção para o mês atual e não simplesmente ser baseada nos meses anteriores, ou na performance positiva dos vendedores.

A Insoft possui os recursos necessários no SGE que pode ser personalizado de acordo com as necessidades da empresa. Com tal organização é possível antecipar prováveis problemas e despesas que surjam inesperadamente, definindo metas e estratégias mais adequadas para que o negócio siga sempre em frente. Além disso, contar com um software que integre todos os setores da empresa, também irá facilitar as tomadas de decisões. Entre em contato conosco e saiba como podemos te auxiliar!