Supply Chain

Também conhecido como cadeia de suprimentos, o Supply Chain refere-se aos processos que envolvem toda a fabricação de um produto, desde a aquisição da matéria-prima até a entrega da mercadoria ao cliente final. 

Isto é, o trajeto de produção de forma geral: compras, transporte, armazenamento, fabricação, distribuição, entre outros.

Sabemos que até chegar o momento da venda ao cliente final, são as diversas etapas a serem percorridas.

E, em se tratando de Supply Chain, todo o processo deve estar bem alinhado desde a ponta inicial para não prejudicar as movimentações posteriores. Citamos algumas práticas que podem comprometer a entrega das mercadorias, gerando transtornos e frustrações aos consumidores.

A maioria das incidências estão relacionadas à uma má gestão, tanto de cada etapa dos processos, como também dos colaboradores, segue:

1. Não fazer uma gestão organizada dos fornecedores.

2. Fazer o controle dos processos de forma manual. Esse tipo de gestão compromete o tempo dos gestores, além de não garantir a assertividade dos dados trabalhados, já que um simples erro de digitação pode comprometer todo o cálculo de uma obrigatoriedade.

3. Realizar o inventário de estoque apenas mensalmente. O ideal é que todas essas informações sejam estudadas pelo menos duas vezes por semana. Caso contrário, erros e incidências comprometerão, e muito, as vendas e até mesmo a receita da empresa.

Contando com um sistema de gestão, o gestor pode otimizar esse processo, tornando-o mais ágil por meio de funcionalidades como a contagem diária do percentual do estoque que possibilita um monitoramento mais frequente, entre outros.

4. Não realizar uma boa gestão da equipe profissional. É importante saber direcionar cada profissional aos processos que condizem com suas aptidões.

5. Não entender os riscos do Supply Chain. Cada etapa de produção possui um tipo de risco, muitas vezes percebido apenas no momento mais crítico da operação.

6. Ignorar soluções tecnológicas no mercado. Até porque, falhas humanas podem ocorrer a qualquer momento, e até mesmo uma vírgula fora do lugar pode comprometer o resultado de uma produção. Neste caso, tanto para tornar a gestão mais ágil, prática e apurada, o ideal é contar com um sistema de gestão para cadeia de suprimentos que reúne todos os dados estratégicos em apenas uma ferramenta. Desta forma, investir em um sistema de gestão é uma estratégia praticamente obrigatória e que garante o aumento de performance da equipe, o que contribui para mais receita à empresa.

O Supply Chain está relacionado a todos os processos que envolvem desde a produção até a entrega do produto ao cliente final. Por isso é necessário, sem dúvidas, que haja uma organização nos setores de maneira eficiente. Conte com o SGE da Insoft para isso. Entre em contato conosco e conheça todas as facilidades e recursos que temos a lhe oferecer.