Planejamento anual de negócios

O que levar em consideração?

 

Todos os anos o mercado passa por diversas mudanças e estratégias traçadas no passado, podem não se aplicar mais à realidade atual. Ainda mais quando falamos no ano de 2020, onde tantos acontecimentos influenciaram os negócios e o comportamento do consumidor.

 

Muitos empreendedores não entendem a necessidade de uma atualização em seus objetivos e metas e acabam por sofrer as consequências desse ato.

Com o acirramento da competição no mundo atual, é vital que os gestores dediquem tempo para a construção do seu planejamento anual.

Somente com uma visão clara dos objetivos que se pretende atingir e o direcionamento dos recursos empresariais, é que será possível crescer e obter o sucesso.

 

O que é o planejamento anual de negócios?

O planejamento de negócios é uma ferramenta utilizada como guia para a gestão de uma empresa, tomando por base seus principais objetivos e traçando metas para que esses objetivos sejam alcançados.

Ele é utilizado para centrar um norte para a companhia, garantir que o negócio possa reagir de acordo com o objetivo esperado e descrito no planejamento. Assim, as decisões tomadas pelo gestor devem levar em consideração as metas estipuladas no plano de negócios.

 

Quais as vantagens do planejamento anual empresarial?

Um planejamento empresarial anual proporciona muitas vantagens para as empresas, pois é uma excelente ferramenta de orientação e guia do comportamento, funcionando como um mapa de ações já estabelecidas, uma referência que indica as prioridades para aplicação dos esforços de trabalho e o que se espera do desempenho dos envolvidos para todo o período.

Além de estruturar as atividades e organizar o comportamento, o planejamento possibilita que vícios, falhas de processos e acidentes ocorridos em períodos anteriores não se repitam mais, da mesma forma que fornece para o futuro, os avanços e outros benefícios descobertos no passado, potencializando melhores resultados.

É importante notar que a necessidade de planejamento é algo inerente à constituição da organização, que precisa ser conduzida de um estado de coisas atual para outro desejado no futuro. Sendo assim, a alocação de recursos estabelecida no planejamento, é feita de forma inteligente tornando a empresa mais eficiente e eficaz na realização da sua estratégia.

 

O que considerar para fazer o planejamento anual?

Na hora de criar o planejamento anual de negócios é interessante ficar de olho em alguns pontos cruciais para o sucesso da empresa e o alcance do objetivo traçado. Listamos alguns desses itens abaixo:

1. Enquadramento tributário.

A matéria tributária no Brasil é confusa e extensa e pode ser um problema até mesmo para os especialistas da área — porém temos de lidar com esse problema. É preciso ficar atento à situação atual da empresa, que pode se encaixar em um enquadramento tributário diferente do que se encontra, com obrigações fiscais mais leves, levando à economia de recursos e ao pagamento de menos impostos.

 

2. Revisão do plano anterior.

O desenvolvimento de um planejamento anual também funciona como uma ferramenta de autoavaliação, pois permite confrontar os resultados obtidos em ciclos passados com aqueles almejados para o futuro. Os objetivos do ano anterior foram alcançados? Quais os motivos que levaram ao não cumprimento de alguma das metas? Revisar o planejamento anterior é a melhor forma de observar o que não deu certo e deve ser melhorado para o próximo ano.

Uma forma muito prática de verificar os avanços e o desempenho da empresa como um todo, ou mesmo de cada departamento e colaborador, é adotando e definindo indicadores de desempenho. Esses indicadores possuem a capacidade de traduzir quantitativamente para os gestores informações-chave a respeito dos itens avaliados de maneira muito simples e instantânea.

 

3. Análise de riscos.

É impossível prever todas as situações adversas que possam ocorrer durante um ano, porém é importante estar atento aos problemas que podem se apresentar para que a empresa seja capaz de reagir da melhor maneira possível. Na construção do planejamento é importante tentar prever e preparar respostas para situações de risco.

Para ajudar nesta etapa é desejável contar com técnicas administrativas específicas ao estudo dos riscos como a matriz F.O.F.A, também conhecida por sua versão em inglês análise S.W.O.T. Com ela é possível fazer um contraponto entre as características internas (Forças e Fraquezas representadas pelas duas letras F) da empresa e sua relação com o ambiente externo ou ambiente de negócio (Oportunidades e Ameaças, representadas pelas letras O e A respectivamente) ajudando a entender de maneira antecipada os principais desafios a serem enfrentados no mercado.

 

4. Decisões estratégicas.

O planejamento de negócios para o próximo ano é o momento ideal para a análise das decisões estratégicas da empresa, como uma expansão das operações ou a implantação de nova tecnologia. É preciso preparar toda a empresa para a mudança, dividindo a tarefa em etapas bem planejadas, de modo a alcançar o sucesso no fim do processo.

Também é importante contar com a expertise do time de colaboradores, pois afinal são eles que lidam diretamente com os processos ou com o atendimento ao cliente e, portanto, podem contribuir com informações valiosas a respeito de melhorias, sugestões, críticas construtivas e insights relevantes para levar em conta na programação do próximo ano.

A maioria das empresas, sejam elas pequenas ou grandes, contam com a tecnologia para auxiliar na criação de seu planejamento de negócios, a utilização de um ERP para obtenção de informações precisas acerca de suas operações.

A Insoft é especialista neste assunto! O nosso software auxilia nas atividades administrativas da companhia e agrupa todas as informações vitais do negócio, sendo uma base rica de dados para criação do planejamento de curto a longo prazo, assim como o acompanhamento de seus resultados. Quer saber mais? Entre em contato com a nossa equipe!