Internet das Coisas e Redução de Custos

A redução de custos é uma preocupação constante dentro das empresas, ainda mais com o aumento da concorrência e a necessidade de se tornar mais competitivo para se manter em desenvolvimento.

Nesse cenário, muitos negócios estão apostando na Internet das Coisas, ou IoT, como uma forma de otimizar seus resultados e coletar dados fundamentais para entender melhor seu processo produtivo.

Neste post, entenda como a IoT pode contribuir para redução de custos dentro das empresas.

 

- A Internet das Coisas hoje

A tecnologia da Internet das Coisas pode, muitas vezes, ser retratada como algo futurista, mas a realidade é que diversas organizações já fazem uso de ferramentas como essa para melhorar seus resultados.

Entre os principais objetivos está a coleta de dados para verificação e melhoria de processos e atividades dentro das empresas. Por meio de sensores instalados nos mais diversos equipamentos e comunicação sem fio, é possível agregar informações valiosas para a gestão de uma organização.

 

- Ações de redução de custos com IoT

A visão ampliada que é entregue pela IoT permite uma redução drástica de custos por meio de vários pontos, já que é possível conhecer a fundo todos os gargalos de produção e entender cada processo. Confira as principais ações que podem auxiliar na diminuição de gastos:

 

1. Manutenção preditiva

Sensores instalados em maquinário e veículos que sofrem desgastes diariamente permitem identificar os melhores momentos para a realização de manutenção, evitando paradas desnecessárias que gerem um impacto negativo na produção.

 

2. Gerenciamento de estoque

Dispositivos inteligentes e conectados à rede podem emitir avisos com relação à falta de materiais no estoque, sem a necessidade de realizar um controle manual, capaz de gerar erros ou falhar, causando prejuízo. Além disso, a equipe de estoque pode ser reduzida, gerando menos despesas.

 

3. Inspeções reduzidas

O autodiagnóstico realizado pelo maquinário da empresa dispensa a necessidade de avaliação constante por parte de uma equipe técnica, que só se desloca no caso de ser acionada pelos dispositivos, minimizando custos de operação.

 

4. Redefinição de serviços

Ao controlar todos os pontos do negócio é possível verificar como o usuário utiliza seus produtos e serviços e garantir que a atenção dos seus colaboradores estará voltada apenas para essa utilização, reduzindo esforços aplicados onde não há necessidade.

 

5. Identificação de tendências

Além disso, por meio da coleta e análise de dados fornecidos pela IoT, é possível identificar tendências de consumo, permitindo que a empresa adote novas diretrizes e trabalhe em novos produtos e serviços antes mesmo que a demanda se expanda.

 

6. Entendimento de processos

Por fim, podemos citar como um dos pontos principais da aplicação de IoT dentro de uma organização, a possibilidade de entender os reais caminhos de cada um dos processos realizados, permitindo, assim, a busca pela otimização.

A redução de custos é uma obrigatoriedade dentro das empresas, uma vez que o mercado se demonstra cada vez mais competitivo. A IoT se apresenta nesse cenário como uma ótima alternativa para auxiliar os gestores a ter um maior controle sobre seus processos e obter melhores resultados. É óbvio, mas vale ressaltar que a IoT, obrigatoriamente só funcionará em organizações que possuam um SGE. Juntos se tornam eficientes em todas as melhorias citadas, otimizando a produção e informações coletadas, como também diminuindo custos e gastos desnecessários.